Adicionar ao saco de compras
Voltar ao catálogo

Dimensões: 21,6x26,2cm, 320 p.
Edição: Dafne Editora
Data: Maio de 2016
DL: 410257/16
ISBN: 978-989-8217-37-0
Preço: Trinta e cinco euros
Design: r2
Luís Santiago Baptista
Arquitetura em Concurso
Percurso Crítico pela Modernidade Portuguesa


Qual o papel dos concursos de arquitetura na transformação da sociedade portuguesa no último século? Organizado em secções temáticas, este livro colige um manancial de informação que resulta da exposição Arquitetura em Concurso: Percurso Crítico pela Modernidade Portuguesa. Através de uma seleção criteriosa, faz uma abordagem panorâmica do que foram as propostas dos arquitetos e as escolhas dos júris. Assim, a partir de textos de enquadramento e de ensaios originais, esta obra constrói uma nova interpretação histórica da profissão e apresenta uma reflexão crítica sobre a prática disciplinar.

Se o livro torna evidente a transformação dos meios de representação e dos modos de trabalho dos arquitetos, a sua leitura permite confirmar que os concursos não só serviram para escolher as soluções de projeto mais adequadas para muitas circunstâncias, como também impulsionaram práticas de projeto originais e constituíram momentos de confronto entre diferentes compreensões do que é a arquitetura.

Ao longo da meia centena de exemplos convocados, recorda-se o impacto que as escolhas dos júris tiveram na construção da paisagem, na renovação da habitação, na configuração da cidade, na perceção do território e na sua infraestruturação, na representação nacional, na afirmação de instituições, na conquista do espaço público, nos novos espaços de lazer, na consolidação da cultura, na preservação do património, na qualificação da educação, na afirmação da profissão.

Enfim, este trabalho demonstra que os concursos, quando bem organizados, são uma forma privilegiada de decidir entre os vários caminhos possíveis para transformar o mundo.

 

 

Este livro é uma iniciativa Ordem dos Arquitetos Secção Regional do Sul, em coprodução com a Fundação Centro Culturalde Belém e Casa da Arquitectura, inserida no programa Escolha—Arquitectura.

Com textos & contribuições de: Filipe Mónica, João Costa Ribeiro, Luís Santiago Baptista, Tiago Mota, Ana Vaz Milheiro, Ana Tostões, Nuno Grande, Teresa Patrício Gouveia, António Lamas, Luís Tavares Pereira & Teresa Novais, José António Bandeirinha & Armando Rabaça, Pedro Bandeira, Roberto Cremascoli, André Tavares & Ivo Poças Martins, Gonçalo Canto Moniz, Jorge Figueira & Bruno Gil, Michel Toussaint, Pedro Baía, Daniel Malhão

LUÍS SANTIAGO BAPTISTA (Lisboa, 1970). É arquitecto pela FA-UTL e doutorando em Cultura Arquitectónica e Urbana no DARQ-UC. Professor e investigador, é director da revista de arquitectura e arte arqa. Foi curador e co-comissário de várias exposições, entre as quais “Falemos de casas”… em Portugal (Trienal de Arquitectura de Lisboa, 2010) e ARX arquivo (Centro Cultural de Belém, 2013). É autor do projecto Modern Masterpieces Revisited.

 



Aspecto da exposição. Foto FG+SG

Título
X