Voltar ao catálogo

Dimensões: 20p., 15,0x22,5
Edição: Dafne Editora, Porto
Data: Fevereiro de 2009
DL: 246357/06
ISBN: 1646-5253
Preço: Gratuito
Miguel Marcelino
A beleza invisível das coisas


Não há dúvida. O sucesso de uma arquitectura que privilegia as emoções tem feito ressuscitar a operatividade da crítica fenomenológica. Essa crítica, durante algum tempo afastada da ribalta pelo primado da razão e pela valorização do método, tem ganho um espaço cada vez maior nos modos de pensar a arquitectura e o próprio projecto.

Este opúsculo trilha esses caminhos da descoberta directa e atenta do mundo das coisas. Procura, numa tensão inevitável entre os processos de domesticação da experiência e a eloquência da experiência física, cartografar coordenadas operativas para o fazer da arquitectura. Será possível?

MIGUEL MARCELINO (Ponta Delgada, 1981). Estudou música no Instituto Gregoriano de Lisboa (1993/98). Arquitecto pela Universidade Autónoma de Lisboa (2005). Prémio Secil de Arquitectura – Universidades (2005). Colaborou com Herzog & de Meuron (Basileia, 2003/04) e Bonell & Gil (Barcelona, 2005/07). Desde 2008 vive e trabalha em Lisboa.



Mesquita Catedral de Córdoba.

Título
X