Voltar ao catálogo

Dimensões: 12p., 15,0x22,5
Edição: Dafne Editora, Porto
Data: Dezembro de 2007
DL: 246357/06
ISBN: 1646-5253
Preço: Gratuito
Design: granja
Guilherme Wisnik
Niemeyer: Leveza não tectónica


«Nascido em 15 de Dezembro de 1907, Oscar Niemeyer completa 100 anos de idade. Longevidade notável, sobretudo se colocada em paralelo à juventude do Brasil, descoberto pelos portugueses em 1500, e proclamado independente em 1822. Quer dizer, a sua vida ocupa um quinto desta história, e mais da metade do período de soberania do país. Sua obra, por essa e outras razões, tem um carácter inaugural, assinalando a maturidade artística do país no momento em que ingressava no mundo moderno. Estágio cultural em que o Brasil—como gostava de afirmar o poeta modernista Oswald de Andrade —dá de comer à cultura universal, ao invés de vender macumba para turistas. (...)»

Este texto foi inicialmente publicado na revista Domus, n.º 898, pp. 72–75 (Milão, Dezembro de 2006) com o título «Leggerezza senza tettonica».

GUILHERME WISNIK é arquitecto e ensaísta. Publicou os livros Lucio Costa (Cosac Naify, 2001) e Caetano Veloso (Publifolha, 2005), além de ensaios como «Doomed to Modernity» em Brazil’s Modern Architecture (Phaidon Press, 2004). É professor na Universidade Anhembi Morumbi e colunista do jornal Folha de São Paulo



Projecto para o Museu de Caracas, 1954.

Título
X