Título
X
 

22
Domingos Tavares
John Nash
Arquitectura urbana


Revolução e romantismo, como duas palavras sempre associadas, varreram a história da Europa continental na segunda metade do século XVIII. John Nash, com o entendimento pragmático e oportunista da vida e do mundo, estendeu a sua acção como arquitecto até onde as circunstâncias lhe proporcionaram ganhos emotivos e sociais. Sem qualquer nostalgia no plano pessoal, extraiu do prazer da vida os argumentos para a enorme diversidade da sua arquitectura, desde as casas de campo nos ambientes bucólicos das paisagens artificiais criadas pelo ardor inventivo dos paladinos da planificação paisagista, até à montagem do esplêndido cenário clássico no traçado da expansão urbana dos sectores a oeste da nova cidade de Londres.

Transformações na Arquitectura Portuense
Lançamento do livro de Domingos Tavares na Fundação Marques da Silva
13 de Dezembro de 2017


Uma Genealogia da Imaginação de Paulo Mendes da Rocha
Lançamento do livro de Daniele Pisani na Casa da Arquitectura
19 de Novembro de 2017


Imagem de abertura:
Filarete: planta de Sforzinda