Título
X
 
 

Duas obras de Januário Godinho em Ovar
Apresentação no Porto, Ovar e Lisboa (14, 16, 19)

14 de Novembro de 2012



É com grande prazer que a Dafne convida os seus amigos e leitores para as três festas de apresentação do novo livro da autoria de André Tavares, Duas obras de Januário Godinho em Ovar, integrado na colecção Equações de Arquitectura

14 Novembro, quarta-feira, 22h00
Porto, Cinema Passos Manuel
Januário Godinho versus Miguel Figueira

Apresentação do livro pelo autor e conferência do arquitecto Miguel Figueira, seguida de um debate sobre a prática passada e presente dos arquitectos.

16 Novembro, sexta-feira, pelas 18h30
Ovar, Biblioteca Municipal
Apresentação do livro por Domingos Tavares


19 Novembro, segunda-feira, pelas 19h00
Lisboa, Fnac Chiado
Apresentação do livro pelo autor seguida de debate com José Neves.


O arquitecto Januário Godinho (1910-1990), natural de Válega, Ovar, teve uma vida profissional intensa e contribuiu para a fisionomia e carácter de muitas cidades portuguesas. Foi autor de muitas obras públicas, desde o edifício da Lota do Pesado de Massarelos, no Porto (hoje uma ruína ameaçada), até ao Palácio da Justiça de Lisboa (em co-autoria com João Andresen), passando pelos Tribunais do Funchal, Lamego, Tomar, Amarante ou Chaves, os edifícios da Câmara Municipal de Felgueiras ou Famalicão. Também contribuiu como arquitecto no desenho das pousadas e outros equipamentos na exploração hidroeléctrica do Cávado e coordenou numerosos planos de urbanização desde Bragança a Câmara de Lobos. A sua prática para clientes particulares não foi menos substancial do que a obra pública, tendo sido autor de muitos projectos de habitação individual e colectiva e também de instalações industriais, particularmente no norte de Portugal.
Apesar da sua relevância no panorama da arquitectura portuguesa do século XX, a obra de Januário Godinho nunca foi publicada com o destaque e relevo que merece. Este livro, que se dedica a duas obras que construiu em Ovar, é a primeira monografia dedicada ao estudo da obra deste arquitecto.

Saiba mais sobre o livro em www.dafne.pt e encomende-o por via postal através desta página.

Tribunal de Ovar

 

Encontros de Outono
Maneirismo em Portugal. Identidade ou repetição formalista?

26 de Outubro de 2012



A propósito do lançamento de duas novas Sebentas de História de Arquitectura Moderna, da autoria de Domingos Tavares, a Dafne Editora promove um encontro que coloca uma questão relacionada com o enunciado da arquitectura clássica.

Maneirismo em Portugal
Identidade ou repetição formalista?
26 de Outubro de 2012, Sexta-feira, 14h30-19h30
Auditório Fernando Távora
Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto

Sessão 1 – 14H30–17H00
Domingos Tavares, entre classicismo e maneirismo
Rafael Moreira, princípios da mudança na arquitectura portuguesa do renascimento e a sua teorização tratadística (como "inventei" antónio rodrigues)
Alexandre Alves Costa, nacional e internacional

Intervalo para café

Sessão 2 – 17H30–19H30
Marta Oliveira, o modo chão na arquitectura portuguesa
Maria de Lurdes Craveiro, bases eruditas da arquitectura Joanina
Susana Matos Abreu, a recepção de Cesariano e de Serlio

O maneirismo, referido à arte do Renascimento, corresponde a um tempo preciso que teve início no segundo quartel do século XVI, envolvendo a acção de artistas formados entre Florença e Roma sob o impacto das propostas de Bramante, Raffaello ou Leonardo da Vinci. Identifica-se como atitude radical que transforma o natural em artificioso, manipulando as diferentes manifestações estilísticas da antiguidade numa prática combinatória que torna extremamente ambíguo o significado das formas encontradas. Na Europa e em Portugal, o Maneirismo identifica-se como um esforço para superar o Gótico, tomando dos exemplos colhidos na arte italiana as formas evocadoras de uma hipotética tradição clássica.

Entrada Livre
A participação neste colóquio confere 2 créditos de «Formação opcional em matérias de arquitectura» no âmbito estágio profissional para admissão à Ordem dos Arquitectos.

Organização: Dafne Editora Colaboração: Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (CEAU-FAUP) Apoio à divulgação: Ordem dos Arquitectos Secção Regional do Norte / ARQ OUT

Capela de Nossa Senhora da Conceição, Tomar.

 

A paisagem & crítica de arquitectura em Portugal
Duas conferências em São Paulo : Escola da Cidade

25 de Outubro de 2012



Dafne é uma editora de vão de escada, como alguém disse dos arquitectos do Porto, que tem ensaiado a publicação de livros de arquitectura sob a forma de escrita reflexiva. Até agora com distribuição exclusiva em Portugal, estas duas conferências serão a primeira oportunidade de apresentar o seu trabalho ao público brasileiro.

25 de Outubro : André Tavares
A anatomia do livro de arquitectura
Seguido de debate com José Lira
Escola da Cidade, 14h30-17h30

Procuramos demonstrar uma hipótese: a capacidade de o livro ser o articulador ideal entre concepção intelectual da arquitectura, por natureza inatingível, e a expressão cultural dessas ideias, por natureza ambígua. Essa dimensão articuladora ganha sentido nas práticas de construção do livro, nos processos de selecção editorial, montagem, escrita e organização de conteúdos. E esse processo não é totalmente independente dos mecanismos de organização do projecto e da obra que lhe estão subjacentes. Esses procedimentos revelam, cruzando uma multiplicidade de campos de trabalho específicos (imagem, linguagem, desenho, crítica, etc.), opções cruciais na construção de sentido do discurso arquitectónico. Através desse percurso indirecto, mas revelador, serão visitadas algumas obras e livros que as precederam, acompanharam ou revelaram a posteriori, dissecando as condições técnicas do seu fazer e relacionando as práticas editoriais com os argumentos que fizeram emergir na cultura arquitectónica.

31 de Outubro : Álvaro Domingues
A paisagem era verde, veio uma cabra e comeu-a!
Seguido de debate com Guilherme Wisnik
Aliança Francesa, 18h00-20h00

Em Portugal, depois de uma política de gestão de paisagem que foi quase inexistente até à década de 1980, os especialistas denunciam, hoje, uma gestão demasiado burocrática e pouco transparente. A urbanização processa-se a um ritmo alucinante, o mundo urbano invade as áreas rurais graças às infra-estruturas que asseguram a acessibilidade do território, e as estradas que atravessam as aglomerações são a imagem perfeita de um fluxo descontrolado e em perpétua reconstrução. Os livros A Rua da Estrada e Vida no Campo lançam um olhar sobre a difícil tarefa, ou impossível, de encontrar continuidades entre as memórias mais ou menos ficcionadas do passado e o que lhes está a acontecer. É difícil entender a simultaneidade e a contradição dos acontecimentos e o modo como se sucedem. É difícil, sobretudo, controlar as emoções acerca do que acontece. Estamos a um passo de uma crise total de sentido. Esta conjuntura produz-se numa hiper-abundância de imagens e elas organizam-se em múltiplas narrativas. Serão listas infinitas de imagens, sensações e emoções, isto é, uma vida que tende a conter uma infinidade de coisas e relações entre coisas.

Organização: Dafne Editora Parceria: Escola da Cidade Apoio Financeiro: Direcção Geral das Artes – Secretaria de Estado da Cultura Apoios: Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto

 

Outono quente, noticias Dafne

22 de Setembro de 2012



Houve quem pensasse que este ano haveria um Verão quente, ao que tudo indica, quente vai ser o Outono, que começa oficialmente hoje. Para marcar a mudança de estação trazemos muitas novidades.

Os primeiros livros esgotados.
Quem diria? Não estão completamente esgotados, mas quase. Foram as primeiras fornadas da Dafne, lançadas em Outubro de 2003 e em Fevereiro de 2004, quando se construíam estádios freneticamente. Dois livros da autoria de Domingos Tavares da colecção Sebentas de História de Arquitectura Moderna dedicados a Filippo Brunelleschi e Leon Battista Alberti estão a esgotar. Já não existem cópias consignadas em livrarias e estamos agora a vender os últimos exemplares ligeiramente manuseados. Se quer ter a sua colecção completa, aproveite agora, enquanto esta edição das sebentas não se transforma em livro raro.

O primeiro livro traduzido.
O livro Eduardo Souto de Moura: Atlas de Parede. Imagens de Método está agora disponível em versão inglesa. Publicado pela prestigiada editora suíça de livros de arte e arquitectura Lars Müller, num formato reformulado relativamente à edição portuguesa, esta edição foi apresentada na abertura da Bienal de Veneza deste ano e faz pandam com o livro original Sketchbook n.º76, um fac-simile integral e sem histórias de um caderno de esquiços do arquitecto. Juntos constituem uma perspectiva muito acutilante sobre as formas de pensar e fazer o projecto de Eduardo Souto de Moura.

O primeiro livro no cinema Desde o dia em que foi publicado, o livro A Rua da Estrada tem sido objecto de uma ampla recepção crítica. Em Julho, no Festival de Cinema Curtas de Vila do Conde, estreou o filme homónimo de Graça Castanheira baseado no livro da autoria de Álvaro Domingues. O filme foi uma produção Estaleiro e enquanto aguardamos a sua chegada a Hollywood podemos ver no youtube o seu making of.

A Dafne vai ao Brasil.
Numa parceria com a Escola da Cidade a Dafne vai levar os seus livros até São Paulo e, com eles, fazer duas apresentações e debates nos dias 25 e 31 de Outubro, com André Tavares, José Lira, Álvaro Domingues e Guilherme Wisnik.
Saiba mais detalhes na página de notícias da Dafne.

Novas Sebentas & Encontros de Outono.
Para não quebrar o ritmo de publicação de duas novas Sebentas de História de Arquitectura Moderna por ano, no dia 26 de Outubro cá estarão disponíveis mais dois títulos da autoria de Domingos Tavares, Michelangelo, aprendizagem da arquitectura e Giulio Romano, a terceira maneira. Se estiver impaciente, pode fazer já a encomenda que os livros seguirão confortavelmente para a sua morada no dia em que saírem, quentinhos, das máquinas de impressão. Caso contrário, e dando sequência ao já longo conjunto de debates que a publicação de cada Sebenta tem motivado, fica o convite para o encontro deste ano, Maneirismo em Portugal: identidade ou repetição formalista? que reunirá vários especialistas da matéria.

Novas Equações.
E como não há cinco sem seis, fica já a notícia de mais um livro, a lançar a meados de Novembro, Duas obras de Januário Godinho em Ovar, da autoria de André Tavares. O livro examina os processos de concepção e construção do Mercado Municipal e do Tribunal Judicial da então vila de Ovar, duas obras maiores de um arquitecto que ocupou uma posição de relevo na cultura arquitectónica portuguesa ao longo do século XX.

 

Vida Transgénica
Apresentacao em Lisboa

5 de Julho de 2012



Quinta-feira, final da tarde (pelas 18h30), no Anfiteatro Aurélio Quintanilha do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa, vai haver uma dupla apresentação onde Álvaro Domingues será o protagonista.

Primeiro será apresentado o livro de que é autor, Vida no Campo, por Alexandre Pomar e Catarina Portas. E ainda quente das críticas será a sua vez de apresentar o livro Missão Fotográfica Paisagem Transgénica, um livro de fotografias de Katalin Deér, Filip Dujardin, JH Engstrom e Guido Guidi, com textos de Paulo Catrica, Pedro Bandeira, Álvaro Domingues, Gabriela Vaz Pinheiro, Paula Pinto e Joaquim Moreno. Editado pela Imprensa Nacional Casa da Moeda & Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura. Este livro foi impresso por ocasião da exposição com o mesmo título que teve lugar no Palácio Vila Flor, em Guimarães, de 10 Março a 20 Maio, no âmbito da programação da Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura.

Este lançamento tem o apoio da Stet e do Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

Veja aqui mais informações sobre os livros da Dafne Editora e se estiver interessado compre-os por aqui.

Filip Dujardin (detalhe) in Missão Fotográfica Paisagem Transgénica

 

Animação para fechar a Primavera

11 de Junho de 2012



Se ainda não foi à Feira do Livro do Porto ainda não reparou que os livros da Dafne lá estão, em boa companhia, na barraquinha da Blau Books, um stand dedicado ao livro de arquitectura. Não há que enganar, ao lado da roulotte das farturas, no topo da Avenida dos Aliados do lado esquerdo de quem olha para o edifício da Câmara. Se não foi à Feira do Livro, ainda vai a tempo, até dia 17 de Junho. Mas não ficamos por aqui.

Esta vai ser uma semana animada.
Na Feira do Livro do Porto, no Auditório APEL, vai ter lugar uma conversa entre Álvaro Domingues e Duarte Belo, moderada por Abel Coentrão, onde o livro Vida no Campo vai estar na berlinda. O CAMPO ‘É UM CAMPO, PRONTOS', dia 14 de Junho, quinta-feira, pelas 21h30.

Em Vigo, no Espaço Sirvent, na sexta-feira dia 15 de Junho pelas 20h00 (hora local), vai ter lugar uma conversa em torno do livro Eduardo Souto de Moura: Atlas de Parede, Imagens de Método, com o próprio Eduardo Souto de Moura e Fernando Agrasar, para além dos autores do livro André Tavares, Pedro Bandeira e Diogo Seixas Lopes.

E já se prepara para dia 28 de Junho, em Lisboa, no Museu da Ciência, uma apresentação conjunta do livro Vida no Campo e do livro Missão Fotográfia: Paisagem Transgénica, uma edição da Imprensa Nacional Casa da Moeda e Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura que é o catálogo da exposição homónima que esteve patente em Guimarães.

Perante tanta actividade estamos já a pensar participar nas provas de fundo dos Jogos Olímpicos de Londres!
Se estiver com preguiça, pode sempre fazer chegar os livros da Dafne ao conforto de sua casa através da nossa página internet aqui.

 

Livro Dafne ganha Premio FAD de Pensamento & Critica 2012
Arquitectura em Público de Pedro Gadanho

14 de Maio de 2012



Já foi notícia no jornal Público. E não podia deixar de ser, o livro Arquitectura em Público, da autoria de Pedro Gadanho e que versa sobre a mediatização da arquitectura nas páginas daquele jornal, acabou de receber ex aequo o prémio catalão FAD de Pensamento & Crítica 2012.

O júri distinguiu quatro livros que, a partir de diferentes posições teóricas, perspectivas metodológicas e contextos de investigação, nos oferecem um panorama clarificador da actualidade. Considerou que nestes trabalhos encontramos vários pressupostos modernos que actuam como indicadores da eminência do momento, um momento emergente que, contudo, ainda não tomou uma forma estável mas para o qual é necessário identificar as suas dimensões e consequências.

Sobre o livro de Pedro Gadanho o júri assinalou a análise rigorosa da consideração da arquitectura a partir do âmbito dos meios de comunicação e a sua incidência na sociedade.

Os outros livros premiados este ano foram El jardín de la metrópoli de Enric Batlle (Gustavo Gili), La Barcelona de ferro de Assumpció Torras e Antoni Omedas (MUHBA), e La arquitectura desde el interior, 1925-1937 de María Melgarejo (Fundación Caja de Arquitectos).

Saiba mais sobre o livro em www.dafne.pt e encomende-o por via postal através desta página.

 

...na Feira do Livro em Lisboa
de 24 de Abril a 13 de Maio

1 de Abril de 2012



Este ano já foi à Feira do Livro? Não, então vá !

A Dafne está de novo presente na Feira do Livro de Lisboa, num stand promovido pela Blau Books e dedicado a livros de arquitectura. A fazer companhia aos nossos estão livros de outras editoras que também despertam interesse, incluindo a própria Blau, as portuguesas edarq, ESG, FAUP, Inapa, PROAP, Sat, Trifório, Traço Alternativo, Trueteam, Uzina Books, Universidade do Minho, White&Blue, e as brasileiras Annablume, Bks, CosacNaify, FAUUSP, Mas quatro, ND-Decor, Nobel, Oficina de Textos, paralaxe, Proeditores, Projecto, Romano Guerra, senac, Viana & Mosley, Instituto Lina Bo e PM Bardi.

A feira já começou dia 24 de Abril e vai encerrar a 13 de Maio. O nosso pavilhão é o D-11, para quem está de costas para o rio à direita do Parque Eduardo VII e próximo da entrada do Marquês de Pombal.

Os horários são complicados, mas não tanto: de 2.ª a 5.ª Feira das 12h30 às 23h00; às 6.ªs e vésperas-de-feriado das 12h30 às 24h00, aos Sábados das 11h00 às 24h00 e aos Domingos e feriados das 11h00 às 23h00.
Todos os dias úteis haverá Happy-Hour das 22h00 às 23h00.

Se estiver com preguiça ou não estiver por Lisboa, pode sempre fazer chegar os livros da Dafne ao conforto de sua casa através da nossa página internet aqui ou por aqui..

 

...na Feira do Livro em Lisboa
Novo livro de Álvaro Domingues

17 de Março de 2012



A formidável festa de lançamento do livro Vida no Campo vai acontecer no próximo dia 17 de Março, sábado, pelas 17H30, na Casa do Conto, no Porto.

Como já deve ser do conhecimento de todos, através da página www.alvarodomingues.net conseguimos angariar 442 subscritores para o livro. Agora, ele vai ser finalmente apresentado numa tarde que se quer bem passada e muito animada.
Para isso vamos contar com a companhia de alguns leitores do livro que nos vão apresentar o que nele ainda não vimos:

Graça Castanheira
Carlos Magno
André Tavares
Duarte Belo
Fernando Oliveira Baptista
Nuno Portas
Sílvia Bérény
Jorge Gaspar
Valter Hugo Mãe*
João Gesta

Há ainda a possibilidade de contarmos com uns momentos musicais e outras actividades, mas serão surpresa.

Casa do Conto
www.casadoconto.com
Rua da Boavista n.º 703
4050-110 Porto
T. 222 060 340

O autor e a Dafne Editora agradecem a generosidade e confiança dos subscritores que tornaram possível a edição do livro.
Saiba quem foram em www.alvarodomingues.net.

* a confirmar

 

Painel: Conferência de Pedro Alonso
O sistema soviético I-464 em Cuba e no Chile 1963-1973

23 de Fevereiro de 2012



Painel é a primeira conferência de um programa que a Dafne está a organizar para fazer circular no contexto português um conjunto de novos autores que se tem afirmado com fulgor no campo da teoria, crítica e pensar da arquitectura num plano internacional.
Centradas em questões profundamente arquitectónicas, do campo construtivo à prática metodológica, a natureza aberta do discurso proposto por estas conferências tem como objectivo estruturar uma nova linha editorial que traduza para português novos textos e ideias relevantes para a teoria e prática da arquitectura. É naturalmente um projecto de longo curso, para o qual será necessário captar apoios e parceiros, mas para isso nada como começar.

CINEMA PASSOS MANUEL, QUINTA-FEIRA 23 FEVEREIR0, 22H00
O sistema soviético de pré-fabricação I-464
em Cuba e no Chile 1963-1973

Na União Soviética ficou conhecido como sistema I-464, em Cuba foi rebaptizado como “Grande Painel Soviético” e no Chile como “KPD” (a partir do acrónimo original em Russo КПД, крупнопанельное домостроение). O painel consistia numa adaptação soviética do sistema francês Camus para industrializar a construção de painéis em fábricas capazes de produzir até 2.000 unidades de habitação por ano.
A partir da comparação entre estas experiências vai ser perceptível o modo como um sistema construtivo foi usado pelas autoridades cubanas e chilenas como um agente político, no contexto das controvérsias da época. A qualidade dos documentos de época em arquivos Russos, Cubanos e Chilenos, oferece uma oportunidade única de análise das relações de intercâmbio entre estes países da América Latina e a União Soviética, incluindo aspectos inéditos da cultura da época – política, social e tecnológica –, observada sob o prisma da prática arquitectónica. Em qualquer dos casos é perceptível como essa cultura foi afectada pela recepção – e adaptação – dos sistemas de pré-fabricação soviéticos no contexto de combate económico e político que caracterizou o auge da Guerra Fria.

Pedro Ignacio Alonso é arquitecto pela Universidade Católica do Chile e doutorou-se na Architectural Association (AA) em Londres com um estudo sobre a conceptualização da arquitectura como um trabalho de assemblage.
Ensina na AA desde 2005, actualmente como convidado no programa de História e Pensamento Crítico e ensina teoria da arquitectura na PUC onde é também director do programa de Mestrado em Arquitetura MARQ. Painel é um projecto de investigação desenvolvido em colaboração com Hugo Palmarola (MSc UNAM, México).

Conferência será em Castelhano, sem tradução. Apresentação por André Tavares.

Organização: Dafne Editora Sponsor viagem: Vicerrectoria Academica VRA de la Pontifícia Universidad Catolica de Chile (PUC) Apoio: Passos Manuel Apoio institucional: Ordem dos Arquitectos SRN Apoio à divulgação: Estratégia Urbana / arqa – Revista de Arquitectura e Arte / CdO – Cadernos d’Obra

Para efeitos de Admissão na Ordem dos Arquitectos a presença nesta conferência equivale a 1 crédito de «Formação Opcional em Matérias de Arquitectura».

AGENDA DAFNE:

PORTO, CASA DO CONTO, 17 MARÇO 2012, 18H00
Lançamento de Vida no Campo, o novo e extraordinário livro de Álvaro Domingues.

Trabalhador na fábrica KPD, Dezembro 1973, fotografia Nolberto Salinas (Noler)

 

Souto de Moura em Lisboa
Apresentação ATLAS DE PAREDE

10 de Fevereiro de 2012



Depois de ter sido apresentado em Dezembro em Guimarães (ver notícia n’A Bola), o livro Eduardo Souto de Moura: Atlas de Parede, Imagens de Método, chega finalmente a Lisboa.
Num lugar inédito – as futuras instalações da Trienal de Arquitectura de Lisboa no Campo de Santa Clara 142-145 – vai ter lugar uma apresentação do arquitecto Eduardo Souto de Moura seguida de um debate com os autores do livro.

A ocasião, uma pré-inauguração das instalações da Trienal, será motivo para um simpático beberete, oferecido pelas caves Cortes de Cima e será também uma boa oportunidade para adquirir o livro com um preço especial de lançamento.

Eduardo Souto de Moura: Atlas de Parede, Imagens de Método é uma edição coordenada por André Tavares e Pedro Bandeira que reúne textos teóricos sobre a questão da imagem e da sua presença nas metodologias de trabalho da arquitectura elaborados por Philip Ursprung, Diogo Seixas Lopes, Pedro Bandeira e pelo próprio Eduardo Souto de Moura.
É um livro Dafne FORA DE SÉRIE, desenhado pelo designer João Faria, com capa dura e formato especial (21,6 x 26,2 cm), profusamente ilustrado e colorido.

O livro foi possível graças ao apoio da Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, atríbuido no âmbito da Linha XS% da Área de Arte e Arquitectura.

Saiba mais sobre o livro em www.dafne.pt e encomende-o por via postal através desta página.

Organização: Dafne Editora & Trienal de Arquitectura de Lisboa Parceiro estratégico: Câmara Municipal de Lisboa Apoio à edição do livro: Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura Apoio: Cortes de Cima, Lisbonaire, ETIC Escola Técnica de Imagem e Comunicação.

AGENDA DAFNE:

PORTO, PASSOS MANUEL, 23 FEVEREIRO 2012, 22H00
Conferência de Pedro Alonso: PAINEL: O sistema soviético I-464 em Cuba e no Chile 1963-1973

PORTO, CASA DO CONTO, 17 MARÇO 2012, 18H00
Lançamento de Vida no Campo, o novo e extraordinário livro de Álvaro Domingues.

 

Vida no Campo : novo livro de Alvaro Domingues
Subscrição aberta

9 de Janeiro de 2012



Desde há alguns dias está a circular a notícia da subscrição do futuro livro de Álvaro Domingues, Vida no Campo, a continuação do trabalho iniciado com A Rua da Estrada .
Perante a dificuldade de encontrar um apoio para a edição do livro optámos por procurar encontrar 500 apoios. Por isso estamos à procura de subscritores que o comprem antecipadamente de modo tornar possível a sua impressão até Março.
Os detalhes estão todos na página www.alvarodomingues.net, mas resumindo a questão ao fundamental basta fazer o pagamento de 18 euros à Dafne Editora e enviar um email para
campo@alvarodomingues.net com o seu nome e morada.
Fazendo-o está a comprar (com desconto) um exemplar do livro que lhe será enviado (numerado e assinado pelo autor) para a morada indicada na semana anterior ao seu lançamento.

Nestes primeiros dias de Janeiro angariámos 138 subscritores, o que nos deixa a esperança de poder dizer «conseguimos» até ao final de Janeiro e, conforme esperado, lançar o livro em Março.

FAÇA JÁ A SUA SUBSCRIÇÃO ATRAVÉS DE
WWW.ALVARODOMINGUES.NET.

 
2018  2017  2016  2015  2014  2013  2012  2011  2010  2009  2008  2007  2006  2005  2004 
 
Se pretende receber novidades da Dafne Editora, subscreva o nosso correio electrónico.

Subscrever